Dúvidas Técnicas

A constelação de satélites DigitalGlobe é capaz de coletar mais de 3 milhões km²/dia,
capturando mais de 8 vezes a massa de terra do planeta a cada ano.

Acervo ou Programação

A DigitalGlobe possui em seu acervo milhares de quilômetros quadrados de imagem coletados por todo o mundo. Estas imagens nos permitem realizar diversas análises espaciais e históricas. Há porém, a necessidade de pesquisa da disponibilidade de imagens para a área e data de interesse do cliente e ainda uma avaliação da qualidade desta imagem com relação à existência de nuvens e de ângulo off nadir.
Quando os requisitos de qualidade não atendem às necessidades do projeto, ou não há imagens em acervo de determinada localidade geográfica, ou ainda, há a necessidade de aquisição de imagens recentes ou futuras, a programação é o meio mais seguro para a aquisição de imagens de satélite para a área de interesse.

Programação

Um pedido de programação é um serviço sob-demanda através do qual o cliente define uma área de interesse (polígono) a ser imageada pelo satélite de alta resolução. O tempo para capturar esta área de interesse depende das condições climáticas locais e da concorrência com outros pedidos de programação.
Há três opções de modelos de programação oferecidos pela DigitalGlobe:

Select: Nível básico que oferece flexibilidade ao cliente para definir sua própria janela de tempo ou para aceitar a janela sugerida pela DigitalGlobe.

Select Plus: Um nível superior de serviço do que o oferecido na opção Select. O cliente terá janelas de coleta mais curtas (ao contrário do Select) em áreas de alta competição.

Single Shot: Uma opção que deve ser usada quando o cliente tem necessidade imediata de novas imagens e quando há a exigência de garantia de que as imagens serão coletadas em ou perto de uma data específica. Menos de seis horas após a confirmação de um pedido Single Shot, é possível a aquisição de imagem da área de interesse específica.

Nadir
Em relação ao observador, é o ponto no qual uma linha vertical, perpendicular ao horizonte, intercepta a esfera celeste, abaixo de seus pés. É a visada vertical de um sensor em relação à Terra, off nadir é quando a visada está “fora da vertical”.
Ortorretificação

É uma técnica de pós-processamento que melhora a precisão horizontal de qualquer imagem em formato raster. Ao ajustar as imagens sobre um modelo digital de terreno, é possível aproximar os dados da sua verdadeira localização no planeta.
A precisão obtida em ortorretificação pode ser ainda melhorada através da aplicação de pontos de controle capturados em campo.

Mosaicagem e Equalização

Em projetos que requerem múltiplas imagens para cobrir completamente o seu local de estudo, um mosaico é a solução ideal. Os dados de diversas datas, sensores de imagens e até mesmo resoluções são fundidos para criar um arquivo único (um mosaico) no qual as cores foram equalizadas, diminuindo as diferenças de tonalidades entre cada uma das imagens, de forma a facilitar o uso em programas de geoprocessamento.

Definindo a área de interesse

A DigitalGlobe tem definidas regras para geração de polígonos que delimitam a área de interesse para aquisição de imagens. As regras são as seguintes:

  • O polígono deve conter entre 4 a 1.000 vértices
  • Os vértices devem estar em coordenadas geográficas (latitude/longitude) no datum WGS84. (caso seja diferente disto, o sistema deve estar explicitado)
  • Não pode haver ângulos agudos. Todos os ângulos devem ser superiores a 45°.
  • Não pode haver outros polígonos dentro do polígono (exemplo: donut)
  • Largura mínima do polígono para aquisição de imagens em acervo é de 3 km². Para programação a largura mínima do polígono é de 5 km².